Alunos do CMEI João Haddad visitam a Prefeitura de Ponta Grossa e conhecem o funcionamento do poder executivo

Por Abinoan Santiago
 
Ao todo, 45 crianças foram recebidas pela vice-prefeita Elizabeth Schmidt na tarde desta segunda-feira (12). 

Duas turmas de alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) João Haddad, no bairro Neves, visitaram as dependências da Prefeitura de Ponta Grossa, na tarde desta segunda-feira (12). Eles foram recebidos pela vice-prefeita Elizabeth Schmidt, que mostrou de maneira didática o funcionamento do poder executivo.

Ao todo, 45 alunos do Infantil V estiveram na prefeitura. Professora por muito tempo, Elizabeth Schmidt conta que a visita agrega conhecimento no processo pedagógico de aprendizagem das crianças. Ela ressalta que por serem de tempo de integral, os CMEIs possibilitam que as professoras trabalhem formas de interações entre as crianças e o cotidiano em contraturnos.

“É uma rica experiência para as crianças conhecerem a prefeitura e terem esse contato direto conosco, pois elas pensam que é algo difícil de alcançar. O que mais me motiva é ver essa prática pedagógica, um elemento diferencial em nossas escolas de tempo integral, com atividades que possam agregar na aprendizagem. As crianças saíram daqui sabendo o que um prefeito faz e como funciona a prefeitura. É uma experiência gratificante para todos”, comentou.

A visita fez parte de um roteiro delineado pela equipe pedagógica do CMEI João Haddad pelos poderes. Antes da prefeitura, os alunos visitaram a Câmara Municipal de Ponta Grossa, onde receberam ao lado das professoras uma moção de aplausos motivada pelo projeto “Nascimento de Pequenos Escritores”.

A iniciativa pretende confeccionar um livro escrito pelos próprios alunos – ainda em fase de alfabetização -. A partir de relatos sobre as férias e produção de desenhos, uma será feita uma coletânea com as histórias dos alunos. O lançamento ocorrerá durante a Feira do Livro, em setembro.

“A gente decidiu usar essas histórias das férias para registrar aquilo que contam para gente e não ficar no esquecimento. Eles já relataram e as professoras escreveram. Os alunos ainda fizeram os desenhos que representassem aquele momento e agora vamos fazer uma coletânea com essas histórias”, afirma a diretora do CMEI João Haddad, Fabiana Presner.